Entenda porque a fanpage é o melhor caminho para sua empresa

Sua tia, sua mãe, seu vizinho, seu colega de trabalho e o melhor amigo de infância. Todos estão no Facebook. A rede social mais popular no país já conta com 76 milhões de brasileiros conectados, segundo o último balanço divulgado pelo próprio Facebook.

Naturalmente, as empresas também estão por lá. O problema é que, na hora de entrar para a rede, muita marca faz confusão.

É amigo ou fã? Adicionar ou curtir? Esses são dilemas comuns na cabeça de um empreendedor novato no mundo do “feice”.

Calma! A gente te ajuda a desatar esse nó. Entenda a diferença entre perfis e páginas, e saiba por que sua loja deve ter o último e não o primeiro:

Página e perfil têm objetivos diferentes

Os perfis têm caráter pessoal. Foram criados para pessoas entrarem em contato, por meio de todas as ferramentas que a rede social oferece, com outras pessoas ou empresas. 

Já as páginas, essas sim, servem para empresas, organizações e celebridades entrarem em contato com seus clientes ou fãs.

Inclusive, a criação de perfil para pessoas não físicas é proibida pelas normas do Facebook. O descumprimento pode causar o cancelamento da conta. E, caso isso aconteça, você perde todo o conteúdo postado e o contato com todos os clientes/amigos.

Perfil tem número limitado de amigos

Quer ter um milhão de amigos? Nada feito. Cinco mil. Este é número máximo de amigos que um perfil pode ter. Para uma pessoa física, convenhamos, é suficiente. Mas para uma empresa…

Sua intenção, provavelmente, é que sua marca atinja o maior público possível, não é mesmo? Pois bem. Para as páginas, o céu é o limite. Quanto mais fãs, melhor!

Outra vantagem: ser um fã é mais simples que ser um amigo. Não é preciso esperar por confirmação de amizade. Basta clicar em “curtir” e pronto. O internauta já faz parte dos contatos da loja.

Páginas oferecem mais recursos de personalização

As fanpages têm recursos de personalização que vão além da imagem de capa (que é o caso dos perfis). Nelas, é possível criar abas para dividir e organizar o conteúdo da empresa.

Uma das maneiras de usar essa facilidade, por exemplo, é criando um espaço para o SAC. As reclamações, sugestões e dúvidas podem ser enviadas diretamente por esta aba e respondidas no mesmo espaço.

Páginas oferecem ferramentas de métricas

Um dos recursos mais interessantes que a página disponibiliza às empresas é o “Insights“. Essa ferramenta permite que o usuário acompanhe a evolução de sua página e tenha acesso a alguns dados estratégicos. 

É possível saber quais são as publicações mais vistas, número de pessoas alcançadas, novas curtidas no período e nível de engajamento e interação da página.

Os dados podem servir tanto para o aprimoramento de suas ações na rede, quanto para traçar o perfil e os principais interesses de seus clientes.

Páginas permitem ações publicitárias

As fanpages permitem que o administrador use recursos pagos para aumentar o alcance das publicações. Em perfis pessoais, isso não é possível.

O serviço de publicidade da rede, o Facebook Ads, pode ser uma estratégia para conquistar novos clientes e aumentar a presença da marca na web. 

Mark Zuckerberg admitiu, recentemente, inclusive, que o alcance orgânico das postagens está em queda. Para aumentá-lo, o jeito é investir nos anúncios. #Ficadica para as empresas.

Depois dessa lista, ficou fácil perceber que a sua loja precisa mesmo de uma página e não de um perfil, né? Mãos à obra, crie já sua fanpage!

Clique abaixo para compartilhar!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp